Trabalhadores da Cobra Tecnologia aprovaram greve a partir do dia 18/11/2015 na Paraíba

Imagem do Notícia

Trabalhadores da Cobra Tecnologia aprovaram greve a partir do dia 18/11/2015 na Paraíba
O Presidente do Sindpd Paraíba, Ademir Diniz, realizou nesta segunda-feira (09/11) assembleia geral deliberativa e extraordinária dos Trabalhadores da Cobra Tecnologia, lotados na Paraíba.
Os trabalhadores/as aprovaram greve por tempo indeterminado a partir do dia 18/11/2015 em razão da contraproposta da empresa, que apresentou na 2ª Reunião de Negociação da Campanha Salarial 2015/2016 da Cobra Tecnologia aumento de 4% (quatro) por cento para categoria.
Na proposta final e definitiva, a Cobra Tecnologia propôs a partir de 1/10/2015, reajuste de 4% sobre o salário, Auxílio-Refeição de R$ 700,57 e aumento de 9,49% sobre os demais benefícios constantes no ACT 2014/2015. Também ofereceu pagamento do Vale Transporte em espécie e realização de mesas temáticas para discutir plano de saúde, jornada 12 x 36 h, ponto eletrônico e combate ao assédio moral. Comprometeu-se ainda a pagar o retroativo (de jan/15 a jun/15) do Vale-cultura agora em novembro/2015.
A representação dos/as trabalhadores/as lamentou que a Cobra Tecnologia tenha rompido as negociações sem propor reajuste salarial equiparado à inflação dos últimos 12 meses (10,33%) e nem atender à reivindicação de ganho real de 5%, sobretudo estando superavitária e com crescimento em pleno curso.
Questionou ainda a retirada, na proposição, do abono de R$ 500,00 a ser pago em parcela única. E lembrou que o Banco do Brasil, maior acionista da empresa, deu reajuste de 10% nos salários e 14% nos benefícios, o que também demonstra que é possível financeiramente atender a reivindicação dos/as trabalhadores/as.
Hora de mobilizar
Os/as trabalhadores/as vão cruzar os braços para responder ao descaso da diretoria da Cobra Tecnologia e demonstrar sua insatisfação com a contraproposta apresentada na 2ª mesa. A mobilização já é uma crescente e não vai cessar até a empresa reconhecer o compromisso e dedicação dos/as trabalhadores/as.
Trabalhador/a, o nosso instrumento de luta é o nosso trabalho!!! Temos que assumir a responsabilidade e decidir juntos os rumos desta campanha salarial, caso contrário, veremos nossos direitos e conquistas serem rebaixados. Como disse o poeta, “quem sabe faz hora, não espera acontecer...” A hora é agora! Rumo à greve!!
Somos Cobra, Somos Fortes!!!
Confira a ata da 2ª mesa 2015/2016.

Compartilhe esta Notícia