BB Tecnologia: Campanha Salarial 2024

Imagem do Notícia

Aconteceu no último dia 22/01/2024, mais uma reunião de negociação de campanha salarial dos trabalhadores e trabalhadoras da BB TECNOLOGIA.

A empresa apresentou algumas alterações na sua proposta com melhorias em relação à proposta anterior, mas infelizmente nenhuma alternativa impactante para melhorar a situação salarial dos técnicos e trabalhadores administrativos.

A representação da BBTS confirmou que vai garantir o sistema híbrido para o uso dos carros através do uso de veículos próprios ou dos veículos locados. Apresentou uma proposta de 300 reais para os técnicos que optarem pelos carros locados para cobrir as despesas com limpeza e vaga de garagem. As/os representantes dos trabalhadores disseram que este valor pode não cobrir nem a lavagem do carro 4 vezes por mês, mas é um começo. Precisamos lutar por mais na próxima campanha. 

Fizemos uma forte defesa da necessidade urgente da empresa se preocupar com os baixos salários, menos de 3 mil reais brutos que ganham os técnicos que trabalham duro e garantem altíssimos lucros para a empresa. Esta fala repercutiu muito e vários representantes dos trabalhadores que estavam na reunião apresentaram inúmeros argumentos e inclusive citaram que os salários dos técnicos são piores do que em algumas empresas do setor privado.

Dissemos que a empresa, se quiser, tem formas que podem ser criadas internamente para mudar a realidade dos que ganham menos, a exemplo do que já fizeram o Serpro e a Dataprev que há mais de 10 anos quando criaram um tipo de gratificação por função que poderia ser feito também na BBTS. Outra pergunta que fica é, como a empresa consegue criar cargos com salários altíssimos e para os técnicos que ganham 2.600 reais tem sempre a desculpa das dificuldades da SEST Se continuar os baixos salários no futuro próximo poderá ter um apagão no atendimento da BBTS, os trabalhadores estão indo embora para outras empresas, fazendo concursos etc.

Tratamos também da necessidade de uma solução favorável aos trabalhadores no custeio do plano de saúde e que ficasse registrado no novo Acordo Coletivo a criação de uma comissão paritária para buscar com urgência alternativas para a difícil situação do alto custo do plano. Muitos colegas já saíram do plano porque não tem como pagar, outros ficaram no plano por necessidades familiares e no final do mês tem o contracheque quase zerado.

A empresa também trouxe posição de que está discutindo internamente e vê viabilidade de que a distribuição da PLR de 2023 tenha o pagamento com valor igual para todas e todos os trabalhadores, isto é, pagamento 100% linear.

Estamos aguardando a ata da reunião para fazer ampla divulgação que deve sair no início da  próxima semana, lá constam as propostas que a empresa apresentou.

Afirmamos na reunião que a disparidade salarial que está abaixo não pode continuar e que a empresa precisa, num curto espaço de tempo, mesmo que ainda não seja nesta campanha salarial, construir uma solução

Presidente – R$ 52.177,00
Diretor – R$ 42.256,00
Superintendente –  R$ 23.500,00
Coordenador – R$ 16.500,00
Gerente de centro – R$ 12.400,00
Técnicos de operações e setor administrativo – o menor salário é de R$ R$2.351,81.(bruto)

Coordenação de Campanha Salarial da Fenadados e Sindicatos do RS e SC

Compartilhe esta Notícia