Diretoria do SINDPD-PB lança manifesto contra o projeto fascista de extrema direita

Imagem do Notícia

Caros companheiros (as), trabalhadores (as), representantes dos profissionais de tecnologia da informação na Paraíba, reunidos em diretoria executiva deste sindicato aos vinte e três dias de outubro de dois mil e dezoito, vimos através deste manifesto, alertar toda a categoria sobre a ameaça permanente as instituições democráticas deste país.

Alertamos que o candidato que lidera as pesquisas representa forte ameaça ao nosso patrimônio civilizatório primordial, ameaçando inclusive os empregos de diversos companheiros das empresas da Dataprev, Serpro e BB Tecnologia e Serviços (Cobra Tecnologia) de imediato. Fortalece a ascensão de regimes autoritários que muito assemelha-se a outros países e momentos sombrios registrados na História mundial, bem como nos faz recordar o Regime Militar no qual vivemos a Ditadura Militar a partir de 1964.

Já testemunhamos os resultados de experiências autoritárias vividas em outros países, deflagradas pela expectativa de responder a crises ou superar impasses políticos, afundando seus países no isolamento, violência e ruína na economia.

Como todos os brasileiros, temos em comum o compromisso com a democracia. Com a liberdade, a convivência plural e o respeito mútuo. Acreditamos no Brasil. Um Brasil formado por todos os seus cidadãos, ético, pacífico, dinâmico, livre de intolerância, preconceitos e discriminação.

Nós da diretoria do sindicato, sabemos da profundidade dos desafios que nos convocam nesse momento. Mais além deles, do imperativo de superar o colapso do nosso sistema político, que está na raiz das crises que vivemos nos últimos anos.

Mas sabemos também dos perigos de pretender responder a isso com concessões ao autoritarismo, à erosão das instituições democráticas ou à desconstrução da nossa herança humanista primordial.

Podemos divergir intensamente sobre os rumos das políticas econômicas, sociais ou ambientais, a qualidade deste ou daquele ator político, o acerto do nosso sistema legal nos mais variados temas e dos processos e decisões judiciais para sua aplicação. Nisso, estamos no terreno da democracia, da disputa legítima de ideias e projetos no debate público.

Quando, no entanto, nos deparamos com projetos que negam a existência de um passado autoritário no Brasil, flertam explicitamente com conceitos como a produção de nova Constituição sem delegação popular, a manipulação do número de juízes nas cortes superiores ou recurso a autogolpes presidenciais, acumulam declarações francamente xenofóbicas e discriminatórias contra setores diversos da sociedade, refutam textualmente o princípio da proteção de minorias contra o arbítrio e lamentam o fato das forças do Estado terem historicamente matado menos dissidentes do que deveriam, temos a consciência inequívoca de estarmos lidando com algo maior, e anterior a todo dissenso democrático.

Em momento de crise, é preciso ter a clareza máxima da responsabilidade histórica das escolhas que fazemos.

Esta clareza nos move a esta manifestação conjunta, nesse momento do país. Para além de todas as diferenças, estivemos juntos na construção democrática no Brasil. E é preciso saber defendê-la assim agora.

É preciso dizer, mais que uma escolha política, a candidatura deste senhor representa uma ameaça franca ao nosso patrimônio civilizatório primordial. É preciso recusar sua normalização, e somar forças na defesa da liberdade, da tolerância e do destino coletivo entre nós.

Prezamos a democracia. A democracia que provê abertura, inclusão e prosperidade aos povos que a cultivam com solidez no mundo. Que nos trouxe nos últimos 30 anos a estabilidade econômica, o início da superação de desigualdades históricas e a expansão sem precedentes da cidadania entre nós. Não são, certamente, poucos os desafios para avançar por dentro dela, mas sabemos ser sempre o único e mais promissor caminho, sem ovos de serpente ou ilusões armadas.

Por isso, a diretoria do SINDPDPB junta-se a todas as forças democráticas que lutam por um estado livre para que possamos, na soma da nossa pluralidade e diversidade, refazer as bases da política e cidadania compartilhadas e retomar o curso da sociedade vibrante, plena e exitosa que precisamos e podemos ser a partir de 2019.

João Pessoa, 23 de Outubro de 2018.

 

A DIRETORIA

Compartilhe esta Notícia